quarta-feira, 4 de junho de 2008

Woodstock



A história dos anos 1960 e do Festival de Woodstock está em exposição no Bethel Woods Center for the Arts, museu erguido no local do evento.
500 mil jovens se reuniram em junho de 1969 para, ao longo de três dias, celebrar os ideais hippies de paz e amor.
O festival foi realizado numa fazenda com 240 hectares, em Bethel Woods, a 200 km de Nova Iorque.
A exposição será aberta em junho, um ano antes da comemoração das quatro décadas de aniversário do festival.
Além de fotos, vídeos e murais sobre a história da década de 1960, há todo tipo de objetos e veículos decorados com cores psicodélicas e motivos pacifistas.
O Festival de Woodstock é considerado o ponto alto da contracultura norte-americana e ícone do movimento jovem mundial.
Foram vendidos ingressos para o festival, que contou com shows de Jimmi Hendrix, Joe Cocker e The Who, entre outros artistas.
Richie Havens e John Sebastian, que tocaram em Woodstock, e o guitarrista Vernon Reid, do grupo Living Colour, posam no museu (última foto).

Nenhum comentário: