terça-feira, 2 de novembro de 2010

Tropa de Elite



Foto: divulgação

“Percebi logo depois do segundo filme que o Nascimento é um personagem clássico da tragédia grega”, explica Wagner Moura em entrevista após a pré-estreia do filme em Paulínia. Opinião corroborada por José Padilha. “A vida dele também é puro sofrimento”. Se em Tropa de Elite o personagem é alienado ao que está à sua volta e acredita que o tráfico é o grande problema, na sequência, que chega aos cinemas nesta sexta-feira (8/10), ele entende que o buraco é mais embaixo.

Brilhante, brilhante... bravo, bravo! É o que posso falar desse maravilhoso ator. Em uma espécie de "deus e diabo" mais uma vez Capitão Nascimento (Wagner Moura), que agora se chama Coronel Nascimento, mostra a que veio. Só que com a idade (treze anos mais velho) Coronel Nascimento ganha um ar mais humanizado na sua relação afetiva com o filho Rafael (Pedro Van Held), apesar de emocionalmentena o personagem ser o mesmo. Vale muito a pena vê que "O Inimigo Agora é Outro".

Nenhum comentário: